Avançar para o conteúdo principal

2017 04 05 - Travessia do Algarve em bicicleta

Travessia do Algarve em bicicleta

Atravessar o Algarve em bicicleta é uma daquelas experiência que não se esquece. Há tanto para conhecer que a maioria de nós nem se dá conta de o quanto conhece mal o Algarve.

Partida: 5 de Abril, 2017 - Chegada: 9 de Abril, 2017
Data Limite de Inscrição: 10 de Março, 2017 - mediante existência de vagas

O que vamos fazer

O Algarve para além das praias é uma região pouco conhecida dos portugueses.
O nosso trajeto de travessia do Algarve em bicicleta usa como base o traçado da Ecovia do Algarve mas que ao longo dos anos temos vindo a introduzir as nossas modificações para tornar o passeio ainda mais atrativo. É um trajeto que atravessa do Algarve junto à sua linha de costa pelas zonas mais planas.
É um percurso maioritariamente em ciclovias e troços de terra batida se bem que de vez em quando usa seções de estradas secundárias.
Também teremos oportunidade de ter alguma aventura explorando novas alternativas de caminho.
Assim sendo, aconselha-se o uso de bicicletas híbridas ou de todo o terreno estando de fora a utilização de bicicletas de estrada.
Serão 5 dias a pedalar:
1º dia: de Vila Real de Santo António a Cabanas - 25Km
2º dia: de Cabanas à Quinta do Lago - 60 Km
3º dia: de Quinta do Lago a Sesmarias - 60Km
4º dia: de Sesmarias a Salema - 60Km
5º dia: de Salema a Sagres - 25Km

Dormidas

Em hotéis de 3 estrelas ou superior, a definir, nas zonas onde termina cada jornada. O preço inclui dormida em partilha de quarto duplo com possibilidade de quarto single mediante de pagamento do respetivo suplemento.

Refeições

Incluídos os pequenos-almoços nos alojamentos e o último jantar da viagem. As restantes refeições não estão incluídas para flexibilidade face às várias opções individuais. Ao longo do trajeto não faltam locais onde parar e petiscar.

Bicicletas e restante equipamento

Dos participantes. A não utilização de capacete exclui a proteção do seguro incluído no preço.

O terreno onde iremos pedalar

É um percurso maioritariamente em ciclovias e troços de terra batida se bem que de vez em quando usa seções de estradas secundárias. O trajeto é maioritariamente plano ou de desnível irrelevante mas existem seções curtas com desnível a ultrapassar.

Como será a logística de cada dia

Os detalhes dependerão muito dos hotéis que vierem a estar disponíveis mas podemos dizer que os participantes irão sair do hotel de bicicleta por volta das 09:30 e chegarão ao final da tarde ao hotel de destino em bicicleta.
Durante o dia haverá um guia que irá pedalar conduzindo o grupo.
O guia manterá um ritmo baixo mas que garante a chegada do grupo ao próximo hotel ainda com luz do dia.
Nesta viagem não haverá apoio logístico ou de manutenção ao longo do percurso.
Temos outra viagem em que tal serviço existe, o que eleva também o respetivo preço.
Caso os participantes assim desejem, podem receber o respetivo track de GPS que poderão usar nos seus aparelhos, unidades receptoras de sinal de GPS ou smartphones com essas capacidades e neste caso poderão ir a seu próprio ritmo.

Transporte de participantes e bicicletas

Em viatura da organização. Partindo e chegando à residência de cada participante, desde que residentes em Lisboa ou num raio de 10Km do centro da cidade.

Participantes

Adultos. Máximo de 7 e mínimo de 4 participantes.

Seguro

O preço inclui seguro de acidentes pessoais durante os trajetos de bicicleta.

Preço

450€/Participante
O Preço inclui: Participação na viagem aqui exposta, 4 noites em hotel de 3 estrelas ou superior em quarto partilhado, pequenos-almoços incluídos no respectivo alojamento, transporte de participante e bicicleta conforme aqui mencionado e IVA à taxa legal.

Reservas

Enquanto o evento está online é porque temos vagas para acolher a sua inscrição.Para reservar será necessário:
1) enviar um email para geral@montesevales.com com os nomes e datas de nascimento dos participantes para a efetivação do seguro de acidentes pessoais
2) seguidamente deverá fazer o respetivo pagamento para IBAN PT50 0007 0000 0031 3261 0162 3
3) enviar algum tipo de comprovativo para o email acima referido.
Em caso de dúvida contacte: geral@montesevales.com +351 914 794 553
A inscrição será considerada apenas com o respectivo pagamento.
Importante: Por motivos logísticos, após esta data limite de inscrição não será possível aceitar inscrições.

Cancelamento

100% devolução até ao final do dia anterior do limite de reserva. Sem lugar a devolução a partir do dia do limite da reserva.
Montes e Vales é uma marca registada da Iberhills - Eventos e Viagens, Unipessoal Lda
RNAAT: 338/2016 Turismo de Portugal
RNAVT: 6246 Turismo de Portugal
Reconhecimento Turismo de Natureza, ICNF

Mensagens populares deste blogue

Cascata da Ribeira Grande, Ilha das Flores, Portugal

De Santa Cruz das Flores para a Fajã Grande, uma imensa cascata, a Cascata da Ribeira Grande. Estava na Ilhas das Flores, Açores, de férias e, ao contrário do resto do ano, não queria caminhar nem fazer qualquer tipo de atividade física. Queria usufruir do local dado que atividade física já a tenho durante o resto do ano. Mas há dois dias que chovia torrencialmente e fazia um mau tempo muito caraterístico da tipologia de surpresas que os Açores nos pode oferecer. O tempo estava tão mau que as ligações de e para as Flores foram cortadas e ficámos sem poder ir passar uns quantos dias à ilha do Corvo. Também caraterístico dos Açores é a rapidez com que tudo muda pelo que de repente o sol apareceu como se nada tivesse acontecido e toda a vida seguiu em frente, mas a revisita à ilha do Corvo acabou por ter que ficar para outra altura já que era tempo de seguir para o destino seguinte, a Fajã Grande.
No caminho de Santa Cruz das Flores para a Fajã Grande houve algo que nos interrompeu a vi…

Qual é o seu vinho do Porto favorito?

Há quem diga que todos temos um vinho do Porto favorito e, quem acha que não gosta é porque nunca os provou todos. Ver o artigo em aqui

Arquitetura Mudejar em Teruel, Espanha

Arquitetura mudejar é Património da Humanidade classificado pela UNESCO e Teruel é uma das cidades onde é melhor representada.
Em 711 DC os mouros atravessaram aquele que é hoje conhecido como o Estreito de Gibraltar e em cerca de 15 anos tinham conquistado toda a Península Ibérica salvo alguns redutos cristão como foi o caso de Covadonga. Naturalmente que esta ocupação trouxe alterações profundas à civilização visigótica que anteriormente ocupava este território. Hoje em dia podemos visitar monumentos impressionantes como seja o Alhambra ou a Mesquita de Córdoba que são magníficos exemplos de estilos trazidos por esta nova cultura. Esta ocupação durou cerca de 700 anos, se contarmos o tempo entre a Batalha de Guadalete entre 19 e 26 de Julho de 711 e a Guerra de Granada que dura entre 1482 e 1492 e definitivamente põe fim à ocupação muçulmana. Após a invasão moura dá-se início ao processo da Reconquista por parte do povo visigodo que talvez tenha começado em 722 com a rebelião de Pe…