Avançar para o conteúdo principal

2017 06 11 - Passeio de bicicleta - Lagoa de Óbidos

Passeio de bicicleta na Lagoa de Óbidos

É um percurso com vista para a Lagoa de Óbidos e praias e onde é possível acontecer o avistamento de aves marinhas que abundam na região.

Data do evento: 11 Jun 2017 - Limite de inscrição: 5 Jun 2017, sujeito à disponibilidade de lugares.

O que vamos fazer

Iremos fazer um passeio de bicicleta ao redor da Lagoa de Óbidos.
É um percurso com vista para a Lagoa de Óbidos e praias e onde é possível acontecer o avistamento de aves marinhas que abundam na região.
Há três grandes motivos que fazem com que se preveja venha a ser um período ideal (excelente vista e sem muito calor) para andar de bicicleta:
- é um percurso que decorre muito perto de uma vasta massa de água (Lagoa de Óbidos e mar);
- esta zona costeira amanhece sempre enevoada até meio da manhã;
- nesta altura do ano já não está o tempo invernoso que se costuma fazer sentir até Maio, pelo menos, mas ainda não estará demasiado calor.
O percurso tem cerca de 50km, sem grande desnível, decorre maioritariamente em terreno de terra batida sem dificuldade técnica a considerar.
O traçado do percurso é o que se mostra na figura em cima.
A tipologia de percurso exige a utilização de bicicleta do tipo bicicleta de montanha (preferível) ou hibrida com suspensão dianteira. É totalmente desaconselhada a utilização de bicicletas urbanas ou de estrada.
O ritmo do percurso será moderado, não exigindo preparação física relevante e sendo acessível à maioria das pessoas que tenham condição física média.
Durante o percurso haverá momentos de paragem para merendar.

Ficha Técnica

Ponto de encontro: Recolha na residência de cada participante (se morar em Lisboa) ou em ponto de encontro a combinar
Data do evento: ver na parte superior da página.
Hora encontro: depende da escala de recolha/encontro
Hora de partida de Lisboa: 09:00
Local de partida para o passeio: a combinar nas margens da Lagoa de Óbidos
Local de chegada do passeio: o ponto de partida
Hora prevista de chegada a Lisboa: 17:00
Circular ou travessia: semi-circular
Tipo de piso: maioritariamente terra batida com algumas secções em asfalto e zonas arenosas
Tipologia de bicicleta aconselhada: híbrida ou BTT – do participante ou de sua responsabilidade
Contexto: estradas rurais, trilhos e algumas secções de estrada
Comprimento: 50Km (aproximadamente)
Desnível positivo: 100m (aproximadamente)
Paragens: prevista uma paragem merendar e outras paragens breves
Previsão meteo: IPMA

Refeições

As refeições estarão a cargo dos participantes.

Transporte de participantes e bicicletas

Em viatura Montes e Vales ou por conta do participante.

Bicicletas

Dos participantes ou de sua responsabilidade.

Preço por pessoa

- Com transporte Lisboa/Atividade/Lisboa: 35€/pessoa
- A partir do local: 15€/pessoa
Desconto de 3€ a quem tenha o seu endereço de email registado neste site.
Inclui: Seguro de acidentes pessoais, transporte (se for o caso) e organização.

Reservas e cancelamentos

Enquanto o evento está online é porque temos vagas para acolher a sua inscrição.
Para reservar será necessário:
1) enviar um email para geral@montesevales.com com os nomes e datas de nascimento dos participantes para a efetivação do seguro de acidentes pessoais
2) seguidamente deverá fazer o respetivo pagamento para
IBAN PT50 0007 0000 0031 3261 0162 3
3) enviar algum tipo de comprovativo para o email acima referido.
Em caso de dúvida contacte:
geral@montesevales.com +351 914 794 553
Máximo de 15 inscrições realizadas até à data limite de reserva.
A inscrição será considerada apenas com o respectivo pagamento.
IMPORTANTE: por motivos logísticos, após esta data limite de inscrição não será possível aceitar inscrições.

Cancelamento

100% devolução até ao final do dia anterior do limite de reserva. Sem lugar a devolução a partir do dia do limite da reserva.
Montes e Vales é uma marca registada da Iberhills - Eventos e Viagens, Unipessoal Lda
RNAAT: 338/2016 Turismo de Portugal
RNAVT: 6246 Turismo de Portugal
Reconhecimento Turismo de Natureza, ICNF

Link para o artigo original

Mensagens populares deste blogue

Cascata da Ribeira Grande, Ilha das Flores, Portugal

De Santa Cruz das Flores para a Fajã Grande, uma imensa cascata, a Cascata da Ribeira Grande. Estava na Ilhas das Flores, Açores, de férias e, ao contrário do resto do ano, não queria caminhar nem fazer qualquer tipo de atividade física. Queria usufruir do local dado que atividade física já a tenho durante o resto do ano. Mas há dois dias que chovia torrencialmente e fazia um mau tempo muito caraterístico da tipologia de surpresas que os Açores nos pode oferecer. O tempo estava tão mau que as ligações de e para as Flores foram cortadas e ficámos sem poder ir passar uns quantos dias à ilha do Corvo. Também caraterístico dos Açores é a rapidez com que tudo muda pelo que de repente o sol apareceu como se nada tivesse acontecido e toda a vida seguiu em frente, mas a revisita à ilha do Corvo acabou por ter que ficar para outra altura já que era tempo de seguir para o destino seguinte, a Fajã Grande.
No caminho de Santa Cruz das Flores para a Fajã Grande houve algo que nos interrompeu a vi…

Qual é o seu vinho do Porto favorito?

Há quem diga que todos temos um vinho do Porto favorito e, quem acha que não gosta é porque nunca os provou todos. Ver o artigo em aqui

Arquitetura Mudejar em Teruel, Espanha

Arquitetura mudejar é Património da Humanidade classificado pela UNESCO e Teruel é uma das cidades onde é melhor representada.
Em 711 DC os mouros atravessaram aquele que é hoje conhecido como o Estreito de Gibraltar e em cerca de 15 anos tinham conquistado toda a Península Ibérica salvo alguns redutos cristão como foi o caso de Covadonga. Naturalmente que esta ocupação trouxe alterações profundas à civilização visigótica que anteriormente ocupava este território. Hoje em dia podemos visitar monumentos impressionantes como seja o Alhambra ou a Mesquita de Córdoba que são magníficos exemplos de estilos trazidos por esta nova cultura. Esta ocupação durou cerca de 700 anos, se contarmos o tempo entre a Batalha de Guadalete entre 19 e 26 de Julho de 711 e a Guerra de Granada que dura entre 1482 e 1492 e definitivamente põe fim à ocupação muçulmana. Após a invasão moura dá-se início ao processo da Reconquista por parte do povo visigodo que talvez tenha começado em 722 com a rebelião de Pe…